Sinto até vergonha em escrever este post porque sim, ele representa mais um dos meus incontáveis fracassos em tentativas de dieta. Comecei o “Projeto Emagrece que Fecha” crente que eu iria conseguir, com o apoio dos meus amigos e profissionais, emagrecer, mas me sabotei e deixei a dieta de lado porque fui viajar, depois veio o fim de ano e bla bla bla: vocês já sabem.

A verdade é que estou no mesmo peso, desesperada por estar tão gorda – fazia quase 10 anos que eu não estava mais com o peso que estou hoje, que é o máximo que já pesei na vida – e, depois da minha aproximação com Deus, algumas coisas ficaram claras para mim. Eu sei que tenho falado bastante dos meus relacionamentos com Deus nos últimos posts, mas o blog é sobre mim, minha vida, o que eu sou e se isso te incomoda, então sinto muito, mas continuarei falando do meu jeito, sendo sincera e transparente como sempre fui porque não sei agir de forma diferente.

Eu nunca achei que comia por prazer, de verdade, mas Deus começou a colocar no meu coração alguns insights sobre a minha relação com a comida e eu pude entender muita coisa. Percebi que sempre usei a comida muito mais como punição do que para suprimir o que me faltava. Sim, eu entendi que o alimento tem dois papeis na minha vida: me punir pelos meus fracassos e me satisfazer em momentos em que pratico a autocomiseração. Nunca fui de comer em grande quantidade, mas sempre fiz escolhas muito ruins do que iria comer e ai virei o que virei.

1972341_563641943771401_7023681423745727092_n

Hoje, exatamente hoje, estou assumindo o meu fracasso e retomando o projeto. Senti no coração de fazer a dieta Dukan novamente, pois no passado consegui emagrecer 10 kg com ela, mas o motivo nem é esse: por ser uma dieta bem restrita, seria uma forma de eu entender que a comida não me domina, que ela não tem poder sobre mim e que eu sou mais forte do que esses desejos da carne. A diferença da minha retomada do projeto desta vez é que estou colocando Deus no comando e orando, pedindo a Ele sabedoria para “matar os desejos da minha carne” e me fortalecer em espírito para que eu encontre Nele o suprimento de tudo aquilo que preciso.

Não preciso usar a comida para me punir, nem para tampar buracos de coisas que faltam em minha vida: Deus está aqui, comigo, para isso. Não sei como será esse recomeço com a Dukan; não sei se ela irá fazer bem ao meu organismo, se dará certo, mas não tem problema porque se eu precisar voltar para uma RA e voltarei sabendo o que tenho que fazer. Tendo dito isso, depois da primeira semana de dieta volto com os vlogs do projeto no canal do YouTube para que vocês possam acompanhar a minha vitória ou o meu fracasso, mas desta vez acredito que eu conseguirei vencer, pois consegui entender o papel da comida em minha vida e Deus está à frente! 😉

Comentários

You May Also Like

9 comments

Reply

Paula, te acompanho nas mídias sociais há algum tempo, nunca comentei, mas já refleti tanto sobre os teus posts, muitos deles me tocaram no fundo. Este em especial me fez escrever, pois sei exatamente o que tu está sentindo, das dificuldades e de como é ter que lidar com o fracasso de não conseguir se manter magra ou pelo menos um pouco acima do peso. De um ano para cá emagreci 27 kilos, quero emagrecer mais 12, mas não estou conseguindo e isso já começa a me deixar frustrada e com fome kkk Te desejo toda a sorte desse mundo no teu projeto, e obrigada por escrever (falar em voz alta) coisas que eu jamais teria coragem!!! beijão

Reply

Paula, eu li o livro “Liberte-se da fome emocional” e recomendo pois é muito bom. Semana passada reiniciei um tratamento para emagrecer com uma endocrinologista, preciso perder 15 kgs. Espero que a gente tenha força e muita coragem pra vencer mais essa luta, e como não devemos de forma alguma viver para comer e sim comer para viver. Estou fazendo uso de bupropiona para conter a compulsão alimentar e orlistat para eliminar um pouco da gordura dos alimentos, além de dar preferencia a alimentos menos calóricos. Prefiro fazer uma dieta mais restritiva do que fazer atividade física, pois no momento estou muito triste e sem disposição para me exercitar. Eu sei que ser magra não é garantia de encontrar um namorado (já fui magra e não consegui me casar), dessa vez estou fazendo esse sacrifício para mim mesma, pelo meu bem estar físico e emocional. Boa sorte para nós!

Reply

Autora:Geneen Roth
Editora: Lua de Papel

Reply

Amém, Paula! Que Deus a abençoe em TUDO o que fizer na sua vida… e que você O tenha sempre como prioridade!!! Beijos

Reply

Isso mesmo, Paula! O que importa é se sentir bem, então se você deseja emagrecer, foque nisso. Eu já me aceitei, e hoje consigo viver com minhas gordurinhas a mais, mas buscando pela saúde e bem estar. O que importa é se sentir bem, certo? Beijão! =)

Reply

Oi Paula!

Estou neste processo tb – não veja como “fracasso” o que vc viveu, isso são coisas da vida, todo mundo passa por fases! Acontece, é humano!!
Respira fundo e segue frente – tenta cuidar da alimentação, comer a cada 3h, isso ajuda a reduzir a ansiedade (não sei vc, mas a reeducação alimentar sempre gera ansiedade para mim, então programar o que eu vou comer sempre ajuda).
´
Com calma e perseverança com vc com certeza chega lá!

Bjo querida, vamos q vamos!!

Reply

Oi Paula,

Me identifico com as suas experiencias, estou passando pelo mesmo processo que você, há três semanas estou firme na dieta, tentando voltar ao meu peso normal… Sou uma pessoa extremamente compulsiva, pra tudo, compras, comida… Tudo comigo é em exagero, e no final das contas cheguei onde cheguei… Sinto dificuldade nos finais de semana, sempre fui adepta da cervejinha e petiscos, há três semanas não saio de casa, sei que se sair vou beber… Bom, espero que possamos conseguir emagrecer, se tivermos foco chegaremos lá. Bjos

Reply

Oi Carol!

Eu também sofro com compulsividade e também tenho momentos de descontar até em compras…te entendo perfeitamente. Eu, particularmente, tenho lançado minhas dores e ansiedades pra Deus e tenho pedido pra Ele trabalhar isso em mim, no meu coração, pois a gente só se prejudica e não é fácil mudar esse comportamento, mas é possível. Desejo que você consiga vencer essa batalha e que possa ter êxito!

Beijo grande

Reply

Olá meninas. Bom, parabéns pela iniciativa (dukan). Eu nem quero tentar.
Mas quero muito emagrecer 11kg. Esntrei na academia em outubro, fui pouco. E tranquei os meses de dezembro e janeiro. Retornei quarta feira e quero desistir!
Já fiz academia e fiquei um ano e meio parada. Não sei por que, mas estou desanimada. Parece tão impossível, comer é tão bom. Sou muito ansiosa! Helpe, meninas rs!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *