Foto: Divulgação
Livro será lançado às 21h do dia 8 de dezembro

A jornalista Ellien Antonieta Saccaro lança o livro A vida pede passagem: o parto e as parteiras tradicionais na noite da próxima terça-feira (8 de dezembro). Ellien fez viagem ao Maranhão e presenciou a rotina de 14 parteiras na capital e em regiões litorâneas do estado.

“A ideia do livro nasceu da constatação da existência de milhares de parteiras em atuação no Brasil, paralelo ao alto índice de cesarianas observados no País”, conta a autora. Com dados de organizações não-governamentais (ONGs) e Associação de Parteiras do Maranhão, é possível estimar cerca de 30 mil parteiras no Brasil.

Ellien Saccaro presencia a rotina das parteiras do Maranhão e mostra a visão holística dessas mulheres
Ellien Saccaro presencia a rotina das parteiras do Maranhão e mostra a visão holística dessas mulheres

Partos

O livro é uma reflexão do modelo adotado nos hospitais, da prática da cesárea, dos partos normais com aceleração artificial, das intervenções desnecessárias (de acordo com a Organização Mundial da Saúde – OMS). “Eu passo pelo caminho da humanização do parto para que o leitor veja que as parteiras cumprem os preceitos da humanização do parto desde sempre” observa Ellien.

A jornalista presenciou as dificuldades das gestantes, as sagas das parteiras em atender as futuras mães em locais sem qualquer infraestrutura, sequer hospitalar. São as parteiras as grandes heroínas; salvam vidas das mães, de bebês “aperreios” (na posição errada), inventam remédios caseiros e dão auxílio e assistência à toda comunidade de forma gratuita.

A vida pede passagem: o parto e as parteiras tradicionais é a discussão da humanização do parto, do exagero de cesáreas no Brasil e o trabalho silencioso e desconhecido de milhares de parteiras.

Comentários

You May Also Like

4 comments

Reply

Onde vai ser o lançamento? E onde se encontra o livro para comprar?

Reply

Pessoal, quem quiser saber mais, escreve pra mim: [email protected]

Reply

Comentário como faço para adquirir esse livro , pois me intersso muito pela história destas mulheres.

Reply

Comentáriogostaria dos contatos da Ellien

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *